E-mail marketing eficiente, como fazer?

Spam? Nunca!

Em um mundo ideal as empresas vão aprender que comprar base de dados com 225 mil e-mails não adianta nada. Os usuários comuns não vão enviar correntes e arquivos power point pesados para congestionar nossa caixa de entrada. Filtro anti-spam será considerado uma coisa obsoleta, inútil.

Enquanto isso não acontece são poucas as empresas que utilizam e-marketing de forma eficiente. Entupir centenas de milhares de e-mails com mensagens indesejadas só tem uma função: denegrir a imagem da sua empresa. E isso é estupidez da sua parte, caro empresário. Pensem como cliente, o que eles procuram?

Conteúdo relevante
Se você mantém um banco de dados dos seus clientes procure mantê-lo atualizado e, se possível, informe uma lista de interesse dos seus clientes. Mostre para seus clientes o que eles querem comprar e não o que você pretende vender.

Aqui no And After, na página do perfil do usuário existe uma “lista de interesse” que é será utilizada para o envio da newsletter para os cadastrados. O objetivo não é comunicar TODOS, é comunicar quem quer saber. Isso reduz os cliques "para remover seu e-mail de nossa lista, clique aqui".

Comunicação eficiente
Para quem você vai escrever? Porque ele vai querer entrar no seu site ou chegar no final da leitura da sua mensagem? Porque ele não vai deletar a mensagem ao ler o Assunto do e-mail?

A linguagem da escrita deve ser voltada para o seu público. Cuidado para quem você vai escrever, a linguagem técnica é adequada? Vai se comunicar com eficiência? Não seria melhor uma linguagem mais despojada ou isso vai comprometer a seriedade da empresa? Infelizmente contratar redatores ainda não é uma prática comum por aqui, nem para o envio de mala direta nem para blogs corporativos. Redatores são importantes, saber escrever é saber se comunicar.

O saber escrever envolve também saber dar título a seus textos, isso é muito debatido em blogs, a importância do título de cada publicação. No e-mail marketing essa preocupação também existe no campo assunto. Resumir a “proposta” da mala direta em algumas poucas palavras. Não tente enganar o cliente com um assunto que não condiz com a mensagem. Isso pode funcionar para ele ler seu texto uma vez, mas jamais funcionará na segunda.

Não seja um spammer
Ofereça alguma vantagem para os leitores da mala direta. E principalmente, ofereça a possibilidade de quando ele quiser sair da sua lista isso seja feito sem muito trabalho. Faça amigos, não inimigos. Sendo chato, no máximo que você vai conseguir é entrar para a black-list do que poderia ser um futuro cliente. E quem sabe até do servidor, se você for denunciado como spammer.

Acompanhe o retorno
Antes de disparar ou investir no disparo de qualquer tipo de mala direta certifique-se de utilizar ferramentas que tornem possível acompanhar o retorno do investimento feito.

Quantos e-mails foram enviados?
Quantas pessoas clicaram em algum dos links da mensagem?
Quais foram os links mais clicados?
Quantos cliques resultaram em compra ou atingiram a meta do site?
Os visitantes retornaram?
Quantos suários saíram da lista?

Respondendo a essas perguntas você poderá em um próximo envio obter resultados ainda melhores, focando no que já deu certo no seu público alvo.

 

Leia mais no iMasters

Back to Top